15/04/2014

Uma vez salvo,salvo para sempre.



Uma vez salvo,salvo para sempre.
0

Não é minha intenção criar polémica, mas mostrar o que não está bem, e esclarecer o verdadeiro Caminho, afim de que todos se salvem.
Também não é meu hábito escrever palestras assim grandes, mas não podia deixar de o fazer porque quero que fique tudo numa só palestra, e bem explicado.
O argumento é:
Uma vez salvo, salvo para sempre?
Vamos analisar as escrituras e ver o que está escrito sem torcer alguma coisa.
Efésios 1.11.
"Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade;"
Romanos 13.11
"E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé."
Hebreus 9.28.
"Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação."
1ª Pedro 1.5.
"Que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo,"
Uma doutrina infelizmente bastante difundida é a que: "uma vez salvo, salvo para sempre.
Esta doutrina faz parte do conceito errado quanto à predestinação.
Veja nos tópicos acima que a predestinação bíblica não significa que a pessoa já é salva, muito menos que não tenha que lutar por isso.
Existem vários versículos que fazem cair por terra essa doutrina errónea:
Em primeiro lugar, porque os ramos que estão em Cristo também podem ser cortados:
João 15.1,2,6.
Verso-1-"EU sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador."
Verso-2-"Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto."

0

"Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem."
Note,de onde foram cortados? Não estavam os ramos na videira?
Em segundo, porque há a possibilidade de abandonar o verdadeiro evangelho uma vez que já pratica o caminho da justiça, e o último estado se torna pior do que o primeiro:
Mas então quem pode abandonar o caminho, senão aquele que estava nele?
2ª Pedro 2.20,21.
"Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro."
Verso-21-
"Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado;"
Em terceiro, porque mesmo Paulo, que era um predestinado e portanto estaria incluído
não tinha uma garantia imperdível.
1ª Coríntios 4.4.
"Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor."
Em quarto, porque Paulo adverte aos cristãos que estão firmes na fé, que caso não permanecessem firmes seriam cortados, e Deus não os iria poupar:
Romanos 11.20-22
"Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme."
"Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que não te poupe a ti também."
"Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado."
Em quinto, porque quem alcança a salvação uma vez, pode sim perdê-la:
1ª Coríntios 9.27.
"Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado."
Hebreus 4.1.
" Temamos, pois, que, porventura, deixada a promessa de entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás."
Gálatas 6.9.
"E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido."
1ªCoríntios 10.12.
"Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe para que não caia"
Filipenses 3.11-14.
11-"Com a esperança de conseguir a ressurreição dentre os mortos não pretendo dizer que já alcancei (esta meta) e que cheguei à perfeição."
12-"Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus."
13-"Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
Mas eu me empenho em conquistá-la, uma vez que também eu fui conquistado por Jesus Cristo."
14-"Prossigo para o alvo, pelo prémio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
Consciente de não tê-la ainda conquistado, só procuro isto: prescindindo do passado e atirando-me ao que resta para frente."
Paulo também diz:
1ª Coríntios 15.1-2
1-"TAMBÉM vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado; o qual também recebestes, e no qual também permaneceis."
2-"Pelo qual também sois salvos se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado; se não é que crestes em vão."
Note: a manutenção da salvação está condicionada à obediência ao evangelho verdadeiro
2ª Coríntios 11.3-4. e Gálatas 1.8.
Existem pessoas que foram "predestinadas" para pregar o evangelho e levar a mensagem de Deus, muitos foram chamados, porém poucos os escolhidos, mas ao que muito foi dado muito também lhe será cobrado.
Não é porque alguns recebem uma chamada especial que já está com a sua salvação garantida.
A fé deve vir acompanhada de obras, senão é uma fé morta,como diz.
Tiago 2.17.
"Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma."

0

Isto significa que não adianta você receber um chamado e for escolhido e ficar de braços cruzados.
Pessoas resgatadas, compradas, purificadas pelo sangue de Jesus, justificadas, regeneradas, santificadas e libertas, se não guardarem o que têm recebido do Senhor, perderão a salvação!
Cristo alerta:
Apocalipse 3.11-
"... guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa".
E isso ele está falando com a Igreja, e não com os de fora.
Se não nos guardarmos, não adianta nada sermos "predestinados" ou "escolhidos".
Alguns salvos em Cristo, resgatados, infelizmente têm apostatado da fé,
1ª Timóteo 4.1.
"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;"    
E não pense que esse texto se refere aos ímpios.
Não!
Pois eles não têm de que apostatar!
Sim, os eleitos podem perder a salvação se não permanecerem em Cristo!
Apenas "aquele que perseverar até o fim será salvo"
Mateus 24.13.
"Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo."
Não! "uma vez salvo, salvo para sempre".
Depois de termos recebido e conhecido a verdade, se a abandonarmos voluntariamente, já não haverá sacrifício para expiar este pecado.
Só teremos que esperar um juízo tremendo e o fogo ardente que há de devorar os rebeldes.
Hebreus 10.26-27.
V.26-"Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados,"
"Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários."  
Nós cremos que pela graça do Senhor Jesus seremos salvos, exactamente como eles.
Atos. 15.11.
"Mas cremos que seremos salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também."
João 15.1,2,6.
Neste contexto que já referimos em cima, Jesus claramente identifica os discípulos como os ramos da videira.
Os cristãos que não produzem fruto (isto é, não servem Deus fielmente) serão cortados e queimados.
Agora não me diga que estes que são cortados nunca estiveram na videira.
Volto a dizer que:
2ª Pedro 2.20-21.
"...se, depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro.
Pois melhor lhes fora nunca tivessem conhecido o caminho da justiça do que, após conhecê-lo, voltarem para trás, apartando-se do santo mandamento que lhes fora dado"
Seria difícil imaginar uma afirmação mais clara da possibilidade de uma pessoa cair e de perder a sua salvação.
Pedro comparou o servo de Deus que desvia com um cão que retorna para comer seu próprio vómito e ao porco lavado que retorna para rolar no lamaçal.

0

Se fosse impossível perder-se depois de ter sido salvo, então todas as advertências da Bíblia sobre a possibilidade de se perder a própria salvação seriam desnecessárias.
De fato, não haveria necessidade de se preocupar com a tentação, resistir ao diabo ou estar vigilante para o retorno do Senhor.
É impossível alguém sair do caminho se não estiver nele.
Deus não desperdiça palavras; quando adverte, é porque o perigo é real.
A salvação é condicionada.
Para ser salvo, em primeiro lugar, precisa-se crer e obedecer.
Para permanecer-se num estado de salvação, precisa-se continuar a crer e a viver no caminho, a obedecer.
Aqueles que voltam para trás estarão perdidos.
Hebreus 10.26-31.
Segundo o Wikipedia
"Uma Vez Salvo, Sempre Salvo" UVSSS é uma doutrina cristã que afirma que quando uma pessoa é salva ela nunca mais pode perder sua salvação.
Essa ideia foi formulada por Calvino por volta de 1600, e é compartilhada pela maioria dos evangélicos e igrejas protestantes reformadas, tal e qual a Igreja da Inglaterra, como está afirmado na Confissão de Fé de Westminster.
No entanto, existem algumas variações da doutrina original de Calvino – nenhuma surpresa aqui, protestantes devem fazer o que fazem melhor:
Protestar.
Aqueles que não estavam inteiramente de acordo com Calvin sentiram que precisavam fazer mudanças …
Eu acredito que a Igreja Baptista tenha uma doutrina de não Calvinista UVSSS.
De qualquer forma, Calvino sustentou que um verdadeiro crente nunca pode perder sua salvação.
Sua doutrina defende que, embora os indivíduos sejam livres e responsáveis, não podem escolher a salvação de sua própria vontade.
Pelo contrário, Deus escolheu certos indivíduos antes do inicio do mundo, a quem Ele gostaria de chamar à fé.
Segundo o Calvinismo, uma vez que a fé não é algo que escolhemos ter, mas sim um trabalho que Deus realiza em si, ela não pode ser abandonada.
Note-se que esta noção Calvinista também nega o dom do livre arbítrio.
Muitos protestantes evangélicos, principalmente os ditos ’nascidos de novo’, gostam de citar versículos como
Romanos 10.9
Que diz que se você confessar com sua boca que Jesus é Senhor e em seu coração crer que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.
Eles mencionam outras passagens onde, a certeza da salvação parece ser feita para aqueles que crêem em Cristo, a fim de defender seu ponto de vista:
João 10.28.
"E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão."
Há dois problemas principais com esta abordagem.
A maioria dos protestantes Calvinistas parece pensar na salvação como um evento único, não um processo contínuo.
Também é extremamente comum que os evangélicos analisem passagens isoladas, sem o pano de fundo de todo o contexto da Bíblia.
No caso deJoão 10.28.que tem uma linguagem similar a
Romanos 8.39.
"Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor."
Jesus está nos dizendo que ninguém pode tirar a salvação de uma pessoa, mas Ele não está dizendo que um indivíduo não pode recusar o dom gratuito da salvação oferecido por Deus, através de sua própria rejeição ou recusa a levar uma vida agradável a Deus.
Em outras palavras, a salvação não pode ser arrancada por outrem, mas pode ser livremente rejeitada pelo próprio indivíduo.
Tudo se resume ao livre-arbítrio, que Calvino parece ignorar em sua formulação doutrinária.
O que mais diz a Bíblia?
Eis alguns exemplos que refutam.
Novo Testamento:
Mateus 7.21-23.
21-"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus."
22- "Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demónios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus, mas aquele que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus."
23-"E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade."
Estes que foram usados para fazerem sinais não eram salvos?
Não venha com esse fraseado,que não eram salvos.
Então Deus usa os pecadores perdidos para curar os enfermos expulsar os demónios?
Há mistura entre a luz e as trevas?

0

Deus mistura-se com o pecado?
Pense bem, o diabo está dividido?
O que vem primeiro os dons ou a salvação?
É a salvação que traz os dons, ou os dons que trazem a salvação?
Decerto é a salvação que traz os dons.
Filipenses. 2.12.
"De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor;"
Mateus 24.13.
"Mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo."
Hebreus 6.4-6.
4-"Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo,"
5-"E provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro,"
6-"E recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério."
Então minha gente, é bem claro, se estes não fossem salvos, não teriam provado o dom celestial, nem tinha sido feitos participantes do E.S.
Tiago 5:19-20
19-"Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter,"
20-"Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados."
Antigo Testamento:
Números 14:11,12.
11-"Então disse o Senhor a Moisés:E disse o Senhor a Moisés: Até quando me provocará este povo? e até quando não crerá em mim, apesar de todos os sinais que fiz no meio dele?"
12-"Com pestilência o ferirei, e o rejeitarei; e te farei a ti povo maior e mais forte do que este."
Provérbios 2.13.
"Dos que deixam as veredas da rectidão, para andarem pelos caminhos escusos;"
Aqueles que acreditam na doutrina da segurança eterna muitas vezes se perguntam por que os Católicos não ficam desesperados com a possibilidade perderem sua salvação, já que rejeitam a doutrina da garantia da salvação.
Gostaria de explicar-lhes que os Católicos nem presumem a graça de Deus ou se desesperam dela.
Os Católicos aprendem que fomos criados à imagem e semelhança de Deus, e que a maior demonstração que podemos ter da realidade do livre-arbítrio em nossa existência é a certeza que se Deus possui o livre-arbítrio, nós também possuímos esse atributo como filhos de Deus.”
1°Disse o Senhor a Moisés:
Êxodo 32.33.
"Então disse o Senhor a Moisés: Aquele que pecar contra mim, a este riscarei do meu livro."
Então uma pessoa que tem seu nome escrito no Livro da Vida pode perder a salvação?
Mas isto é na óptica de Deus, pois somente Ele sabe quem irá permanecer até o fim.
2° Semelhantemente, quando o justo se desviar da sua justiça, e cometer a iniquidade, e eu puser diante dele um tropeço, ele morrerá: porque tu não o avisaste, no seu pecado morrerá; e suas justiças, que tiver praticado, não serão lembradas, mas o seu sangue, da tua mão o requererei.
3°.Apocalipse 3.5.
"O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos."
São intermináveis os chavões que sintetizam doutrinas teológicas.
Muitos são mais tradições, ou paradigmas do que uma minuciosa aferição da Palavra.
Afirma-se, ou simplesmente repete-se categoricamente:

"Uma vez salvo, salvo para sempre."

Mas isso está longe de ser unanimidade e não creio na sua veracidade.
Proponho ainda mais alguns pontos à reflexão.
1ª Timóteo 4.1,
Outra argumentação é sobre aqueles que apostatam.
1ª Timóteo 1.19, Naufragaram mas quem pode naufragar senão aquele que estava dentro do barco?.
1ª Timóteo 5.15;
"Porque já algumas se desviaram, indo após Satanás."
1ªTimóteo 6.10,21; 2ªTimóteo 2.18; 1 Tito 1-14. Se alguém é um apostata, é porque um dia foi um fiel.
Se está desviado, é porque outrora esteve no Caminho.

0

Se não há perda de salvação, não há salvação, não há apóstata nem desviado, então não há fiel.
É uma lógica simples; um fato claro.
No caso da apostasia de blasfémia contra o Espírito Santo, o pecado que não tem perdão, o crente, em via de regra, é o único que pode executar tal afronta porque é ele quem conhece e se relaciona com o Espírito de Deus.
Pode alguém blasfemar contra quem não conhece?
Claro que não.
João 14.17.
"O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós."
Então se estas advertências fossem somente para o incrédulo!
Se ele pecar assim nunca se poderá converter!
Na prática, imagine quantos estão atribuindo as obras de Deus ao Diabo "pecar contra o Espírito", como foi o caso dos fariseus com os milagres de Jesus
Mateus 12.22,32.
Então, milhares estão condenados sem possibilidade de perdão.
Prefiro acreditar que este pecado é gravíssimo, imperdoável porque é praticado pelo próprio discípulo "apóstata".
Este foi o caso do Diabo e seus demónios que viveram na glória de Deus face a face e o desprezaram.
Repare os anjos que se rebelaram não foram criação de Deus?
Não perderam toda a cidadania celestial?
Actos 5.3-5.
Temos também Ananias e Safira que "mentiram ao Espírito"
Ezequiel 18.21-24.
"Mas se o ímpio se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e proceder com rectidão e justiça, certamente viverá; não morrerá."
22-"De todas as transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela justiça que praticou viverá"
23-"Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? diz o Senhor Deus; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva?"
24-"Mas, desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo a iniquidade, fazendo conforme todas as abominações que faz o ímpio, porventura viverá? De todas as justiças que tiver feito não se fará memória; na sua transgressão com que transgrediu, e no seu pecado com que pecou, neles morrerá."
Sua igreja ensina que "uma vez salvo, sempre salvo"?
Provérbios. 14.12
Qual é o perigo que você corre se essa afirmação estiver errada?
"Há caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte".
Abraão é o exemplo vivo da obediência irrestrita, sincera e confiante.
Ainda que impressionado com a imposição divina.
Obedeceu. – Transpôs o Moriá!
Pelo sangue de Cristo todo pecador arrependido obtém a remissão dos pecados passados.
Torna-se uma nova criatura em Cristo.
Este perdão não nos torna invulneráveis ao pecado, nem impede que Satanás e seus demónios continuem a nos pressionar e nos armar ciladas.
O diabo tem mil maneiras de enviar a tentação.
Mas tentação não é pecado.
Pecado é cair na tentação.
Ainda que perdoados e justificados, nossa mente continua sendo bombardeada.
1ª João 1.10.
"Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós."
Assim, quando o crente peca (sem querer), Cristo como Sumo Sacerdote faz expiação junto ao Pai por este pecado.
Esta é a obra de Cristo no Santuário Celestial hoje.
Mas o diabo também tem a sua obra.
No passado tentou destruir os cristãos pela força, criando então as arenas, as estacas, as fogueiras, as grandes perseguições, e de fato, ocorreram milhares de mortes; porém, longe de dizimar os cristãos, aumentou maravilhosamente, em meio ao martírio, o número de fiéis a Cristo.
Vendo impotente seus esforços para liquidar o cristianismo pela força e violência, Satanás está usando hoje armas diferentes, mais simples, ardilosas, extremamente poderosas e que ganham posições definidas na batalha que trava com os cristãos.
Suas armas predilectas são a condescendência o desânimo, orgulho,indiferença, comodismo e a sede de poder.
Mas, se ler atentamente verá que ele está ampliando sua estratégia para manipular também estas frases: "O salvo não se perde.
Uma vez salvo, salvo para sempre."
Sabe, irmão, a vida do cristão é uma constante e tremenda luta contra o pecado, isso nenhum cristão sincero contesta.

0

E essa batalha é demonstrada por todo o Novo Testamento, e seus personagens foram os próprios apóstolos de Jesus, entre eles, Paulo, que disse claramente dessa luta diária:
Romanos. 7.19.
"Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço."
Noutra ocasião, patenteou que a salvação que nos é oferecida graciosamente, mediante a fé em Cristo, deve ser operada diariamente,
Não estou aqui a defender o pecado ou arranjar desculpas,sabemos que todo o que confessa e deixa alcança misericórdia.
Filipenses. 2.12.
"De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor;"
Já vamos terminar mas ainda gostaria de apresentar,o exemplo,do velho e cansado Paulo,que escreveu para o mundo cristão:
2ª Timóteo. 4.7.
"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé".
Observe a clareza das palavras.
Paulo viveu combatendo, e agora, ao final da jornada, confessa-se convicto que alcançou, mercê de sua constante luta contra o pecado, a estatura de Cristo, ao afirmar:
Gálatas. 2.20.
"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim..."
Nessa tremenda luta contra o pecado, Paulo só se achou preparado e salvo, quando acabou a carreira e felizmente acabou-a de pé, vitorioso e aprovado.
Porém, lutou até a morte contra o assédio do maligno.
Jesus assegurou:
Mateus. 24.13.
"Mas aquele que perseverar até o fim será salvo".
O cristão deve conservar sua salvação e operá-la diariamente, confirmando-a no poder de Deus, porque não se conforma com a ideia de que o "salvo não se perde", mas se condescendee com pecadinhos e negligências, é exactamente o que Satanás deseja.
O ensino bíblico com respeito à salvação é claro, concreto, definido e simples.
Actos 16.31.
"...Crê no Senhor Jesus e serás salvo..."
Mas, crer em Jesus Cristo implica muito mais do que apenas crer que Ele existe.
Não basta crer e não viver segundo essa fé em obediência à Sua palavra.
"Os demônios crêem e estremecem", diz a Bíblia.
Portanto, é preciso que você entenda de uma vez por todas, que crer em Cristo é viver segundo Sua vontade, fazendo o que Ele quer, e não o que desejamos.
Não é suficiente declarar "eu creio" e então continuar ignorando ou violando as leis pelas quais Deus governa Seu vasto Universo.
O coração convertido vive em harmonia com a Lei Divina.
A salvação é dada de graça a todos, sem distinção, mas há uma condição para o homem a garantir, após recebida por meio da fé.
Ora, só há vencedor quando existe conflito, guerra, luta e, em se tratando de coisas espirituais, afetas ao cristão, essas promessas provam que há então uma luta para o cristão tem de vencer com a ajuda de Jesus, a luta contra o pecado, e isso diariamente, até sua morte; quando então se ratificará sua salvação.
Ninguém pode assegurar que o crente não venha a cometer pecado ou que esteja livre de praticá-lo.
O que se pode assegurar, e isso com base nas escrituras, é que se o justo cair sete vezes, e se sete vezes se levantar, Deus o perdoará, desde que confesse e deixe o pecado.
Enquanto existir o pecado neste Planeta, haverá a possibilidade da queda do cristão.
Por isso Jesus enfatizou:

"vigiai".

Por conseguinte, é perigoso dizer que "o salvo não se perde".
Dizemos-lhe que, o salvo só não correrá o risco de se perder quando estiver no Céu, porque então já terá desaparecido o pecado, e lá só chegarão aqueles que forem fiéis até a morte, o que só é possível, operando sua salvação através do processo apontado por Paulo: "Com temor e tremor."
E por zelo da sua salvação aqui alerto e volto a repetir estes versos.
Ezequiel 33.12, 18,19.
"Desviando-se o justo de sua justiça e praticando o pecado, morrerá nele."
O cristão não tem uma conta no Céu onde vai creditando os atos praticados quando justo, para abater posteriormente, caso venha a deixar o caminho da justiça, confiando no saldo que poderia ficar.
A Bíblia é clara:

0

Qualquer cristão que pecar, tudo que de bom realizou quando crente não terá nenhum valor em favor de sua salvação.
O homem pode ser um bom cristão durante cinquenta anos mas, se no dia seguinte pecar, e se nesta condição morrer, estará perdido.
Outrossim, ele pode pecar durante cinquenta anos, mas se no dia posterior aceitar a Cristo e morrer, estará salvo.
Dimas, o ladrão convertido pela presença de Jesus no Calvário é exemplo disso.
A tónica do cristianismo é levar o homem a Cristo.
É o convite incessante do evangelho.
E ninguém precisa tornar-se santo para ir a Cristo.
Qual o homem que deve ou pode ir a Jesus?
Mateus 11.28.
"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei."
Todos pois claro estejam como tiverem vivam como viverem, para um grande pecador há um grande Salvador.
Mas, digo-lhes, irmãoe e amigos, o homem que vai a Cristo, de certeza que "volta por outro caminho", o da obediência total e irrestrita à Sua palavra.
Ir a Cristo é fundamental; andar como Ele andou é indispensável.
Jesus disse para o moço rico:
Mateus. 19,16 e 17.
"Se queres entrar na vida, guarda os Mandamentos..."
Jesus não estava a falar dos dez mandamentos mas na disposição em servi-lo, amá-lo obedecer-lhe de todo o coração Aliás o caminho da obediência ia traze-lo de volta ao lar.
O moço recusou e perdeu-se.
As Escrituras ensinam claramente a maneira correta de servir a Deus.
É proibido ao homem inventar, ou servi-Lo como bem entender, fazendo segundo seu ponto-de-vista, sua própria vontade ou conveniência.
Foi Jesus que proferiu estas palavras:
João 14:15.
"Se Me amardes, guardareis os Meus mandamentos."
Volto a repetir não se trata dos mandamentos dados a Moisés.
Mas o amor, em tudo o que o crente faz ou diz.
Portanto, é o amor a Deus que motiva o homem a obedecer.
Mas o amor que leva à obediência sem reservas está desaparecendo do coração do crente, e um conformismo generalizado, talvez pelas inúmeras impossibilidades aqui e acolá, na vida do cristão, tem-no levado a obedecer a Deus assim como achar melhor, segundo sua possibilidade e conveniência.
A Bíblia regista muitos episódios em que o homem procurou substituir a vontade de Deus pela sua própria e teve um triste fim.
Planejaram viver o evangelho segundo o seu modo pessoal, sua opinião, e não ao modo que Deus estabeleceu.
Então como podemos afirmar: "o salvo não se perde".
Será porém que Deus aceita esta disposição?
Que diz a Bíblia?
Por exemplo, conhece a história de Uzá?
Está registada em:II Samuel 6.
Deus ordenara que somente os levitas manuseassem os pertences do tabernáculo, bem como oficiariam o sacerdócio, ninguém mais.
Números 1.47-53.
Era proibido, por ordem divina, a qualquer outro das demais tribos tocar no mobiliário do tabernáculo.
Pois bem, quando em viagem, o carro de bois que transportava a Arca do Concerto, dentro da qual estavam as duas tábuas de pedra que continham os Dez Mandamentos escritos pelo dedo de Deus, e a Arca ia pender ou tombar.
Para que ela não caísse, Uzá correu a ampará-la, num gesto de extremo zelo e cuidado pelo utensílio sagrado, e o Senhor, como não podia ser diferente, fez juízo imediato.
Uzá morreu no mesmo instante.
Foi Deus injusto?
Fulminar um homem cuja intenção, aparentemente, foi das mais simpáticas e amorosas?
Antes de julgar, lembre-se:
Deus proibiu tocar na Arca.
Somente os levitas deveriam fazê-lo, e Uzá não era da tribo de Levi.
Deus não pode jamais ser limitado pelo homem, este sim, deve obedecê-Lo, nada mais.
E isso não por medo, mas porque Ele é digno de nossa obediência.
Ainda que o que Deus tenha exigido pareça estranho, não deve o homem questionar.
Não acha?
Saul também é outro exemplo daquele crente que deseja servir a Deus, mas, segundo o seu desejo e não como ordena o Senhor.
Deus instruiu Seu povo que somente os sacerdotes poderiam oficiar os sacrifícios cerimoniais,embora sabedor desta ordem divina, Saul achou que poderia transgredi-la quando houvesse necessidade.
E sabemos o resultado.
O fim de Saul foi trágico!
E trágico será o fim daqueles que querem obedecer a Palavra de Deus da maneira que mais se amolde às suas necessidades.
Caro irmão, digo-lhe estas palavras com amor e sinceridade; são fatos bíblicos, tenho o dever de alertar aqueles que de fato querem preparar-se para o Céu.
Deus proíbe que o homem determine as bases para serví-Lo, proíbe ditar as normas e regras do cristianismo que imagina deve praticar, por achar ser melhor.
Há quem diga Deus é um Deus de amor e não vai permitir que eu vá para o inferno,calma Deus estabeleceu um caminho, temos a Palavra, e é você que escolhe o caminho.
Deus é imutável e omnisciente; portanto, o que Ele estabeleceu o homem deve cumprir. Isto é:
Guardar Seus mandamentos a Sua vontade os Seus requisitos.
Se não obedecermos a Deus em toda a esfera de nossa capacidade , valor nenhum terá o nosso cristianismo.
A obediência não traz salvação, mas é um fruto desta.
Certamente seremos salvos, não pelo que fizermos, mas pelo que Cristo fez.
Ele completará o que nos falta, mas desde que nos coloquemos em condições de receber e praticar toda a Verdade revelada em Sua Palavra.
1ª Timóteo 5.15. Volto a repetir.
"Porque já algumas se desviaram, indo após Satanás."
1ª Timóteo 6.10.
"Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se trespassaram a si mesmos com muitas dores."
1ª Timóteo 6.21.
"A qual professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja contigo.Amém."
2ª Timóteo 2.18.
"Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns."
O salvo em Cristo pode perder a salvação?
1ª Coríntios 10.12.
"Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia."
Para melhor esclarecimento do leitor, favor
1ªCoríntios 10.1-13
e e Apocalipse 2.4, 5.
A salvação é coisa séria e, ao mesmo tempo, algo que deve ser preservado por meio de uma vida de obediência ao Senhor:
Filipenses 2.12.
"... operai a vossa salvação com temor e tremor"
Hebreus 3.14.
"Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim."
Para terminar.
A salvação é condicionada.
Para ser salvo, em primeiro lugar, precisa-se crer e obedecer.
Para permanecer-se num estado de salvação, precisa-se continuar a crer e a obedecer.
Aqueles que voltam para trás estarão perdidos.
Hebreus 10.26-31.
Meu desejo sincero é que cada um possa entender isto e não se deixe levar por ensinos não totalmente corretos.
Pode responder mas leia primeiro a Palavra de Deus, Seja um ser de Deus.
Abraço.

0

O QUE SOU.

Sou luz que arde
Sem nada queimar.
Sal que tempera
Sem nunca salgar.
Pedra esculpida,
Lavrada e servida.
Sou carta aberta
Para que seja lida.
Sou vaso talhado,
Sou barro bruto,
Por alguém trabalhado.
Sou testemunha que fala
Daquilo que conhece,
Sou filho do Rei
Que a Palavra enobrece,
Sou quem espera, a vida o Porvir,
Sou servo marcado para servir.
Por: António Jesus Batalha.

0

Peregrino E Servo, António Jesus Batalha,
Bíblia Sagrada, Ciência, Desporto,
Deus,Jesus Cristo,