22/03/2012

O Grande Alvo Da Vida.



O Grande Alvo Da Vida.
0

PROPÓSITO.

O propósito magno de Deus na redenção não é meramente salvar-nos do inferno e levar-nos para o céu; é Sua vontade e desejo que sejamos conforme à imagem de Seu Filho.
Romanos 8:29.
"Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogénito entre muitos irmãos."
O Seu querer não é somente que sejamos nascidos de novo, mas também que cresçamos à medida da estatura da plenitude de Cristo.
Efésios 4:13.
"Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo."
Ser conformado a Cristo não significa que viremos a ser tal qual Ele é no que diz respeito ao nosso aspecto físico; significa que a Sua natureza e o Seu carácter serão nossos.
Todas as provações , tentações e pesares que nos advêm têm a finalidade de tornar-nos semelhantes a Ele.
Romanos 8:28,29.
"28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito."
29 "Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogénito entre muitos irmãos."
Ora se é um facto que nós temos de ser feitos conforme a Jesus, necessitamos de conhecê-LO, precisamos de integrar-nos no poder da Sua vida ressurreta, carecemos de comungar nos Seus sofrimentos, temos de ser conformados a Ele na Sua morte.
Filipenses 3:10.
"Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte".
À medida que formos conformados a Cristo, tornar-se-ão nossos os Seus motivos, desejos e propósitos; seremos santos no viver, fervorosos em espírito, compassivos no coração deleitando-nos como Ele se deleitava - em fazer a vontade de Deus.
O vasto coração do Deus de amor abrange o mundo inteiro.
Ele estava em Cristo, reconciliando consigo o mundo.
2ª Corìntios 5:19.
"Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo..."
Não é Seu desejo que alguém pereça, mas que todos cheguem a arrepender-se.
Ele não aspira somente a que nós nos assemelhemos com Cristo, mas deseja, além disso, trabalhar por nosso intermédio para trazer outros a Jesus, a fim de que Cristo possa ser o primogênito entre muitos irmãos.Como cristãos, somos membros do Corpo de Cristo — a Igreja —; este corpo é constituído de pecadores redimidos, de toda a tribo, e língua, e povo, e nação.
É por isso que Cristo nos manda ir a todo o mundo e fazer discípulos de todas as nações.
Ele não nos ordenou que convertêssemos o mundo - nem sequer que o reformássemos; não é nossa obrigação converter os auditórios a fazerem profissão de fé, nem tão pouco é nosso dever tentar para conseguir "simpatizantes".
Em parte alguma se nos diz que "tentemos estabelecer o Reino".
O que nos diz é que nos submetamos a Deus de maneira tão absoluta que Ele possa cumprir os Seus propósitos por nossa instrumentalidade.
Que profundo contraste existe entre os propósitos de Deus e os programas humanos!
As nossas igrejas estão cheias de gente cuja maioria nunca teve a experiência da graça salvadora de Deus; por outro lado, a maior parte daqueles que já aceitaram Jesus Cristo como seu Salvador pessoal contentam-se com o estarem salvos!
Fizeram profissão de fé publicamente e foram baptizados e recebidos como membros da igreja.
Deixaram alguns dos seus maus costumes e têm um cargo qualquer na igreja.
Frequentam as reuniões regularmente e estão fazendo o que podem para viver a vida cristã.
Que mais se pode fazer além disto?
É preciso que nos lembremos de que o cristão não é um pecador consertado, mas sim uma nova criatura em Cristo.
É-nos inteiramente impossível — na energia da carne— viver a vida que Deus espera que vivamos.
Examinemos durante alguns minutos o livro de Deus e vejamos algumas das coisas que Ele espera e requer de nós.
Devemos amar-nos uns aos outros como Ele nos amou.
João 13:34.
"Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis."
Temos de perdoar-nos uns aos outros como Ele nos perdoou.
"Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo."
Precisamos de andar como Ele andou.
1ª João 2:6.
"Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou."
Devemos regozijar-nos sempre no Senhor.
Carecemos de em tudo dar graças.
1ª Tessalonicenses 5:18.
" Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco."
Temos de amar nossos inimigos.
Necessitamos de ser puros de coração.
Devemos ser santos em toda a nossa maneira de viver.
1ª Pedro 1:15.
"Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver."
Precisamos de orar sem cessar.
Temos de ser fervorosos no espírito servindo ao Senhor.
Devemos ser zelosos de boas obras, sempre abundantes no trabalho do Senhor.
Temos de dar testemunho àqueles que nos rodeiam e de participar na proclamação do Evangelho até aos confins da terra.
Actos 1:8.
"Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra."
E o que ficou dito constitui apenas uma pequena porção daquilo que de nós exige um Deus Santíssimo.
Ora nenhum ser humano pode viver uma tal vida na sua força.
Quando encaramos tais requisitos de Deus, um por um, e os examinamos honestamente, todos nós somos forçados a admitir que falhamos em todos eles.
Há muita gente que nunca poderemos atingi-los — e que Deus nunca teve a intenção de que nós os atingíssemos —, mas que, à medida que nos esforçarmos por viver desta maneira, receberemos de Deus mais forças, Ele está interessado e esperando que cada um dos seus filhos dê-a o primeiro passo.
Tiago 4:8.
"Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações."

0

GRÃO DE AREIA.

Grão de areia que por Ti fui achado,
E em Tua presença graça eu achei,
Numa casa habitável fui formado,
Lugar de morada do Senhor e Rei.

Lugar de serviço louvor e adoração,
Pela Tua mão cada dia moldado,
Com Tua Palavra no meu coração,
Grão que nasce no campo lavrado.

Tua presença minha alma refresca,
Como brisa fresca em dia aquecido,
Rio corrente que alaga terra seca,
Um saudoso abraço de um bom amigo.

Faz de mim um servo submisso,
No meu ser com brasa marcado,
Prostrado me rendo ao teu serviço.

Criado e moldado pela mão potente,
Grão de areia do chão apanhado,
Vestindo a armadura reluzente.
Por:António Jesus Batalha.



Peregrino E Servo, António Jesus Batalha,
Bíblia Sagrada, Ciência, Desporto,
Deus,Jesus Cristo,

Literatura Contemporânea em Língua Portuguesa